Terra:
Tem alguém aí fora?

Somos um grupo não-violento de ativistas sírios. Planeta Síria é a nossa campanha para envolver as pessoas ao redor do mundo em solidariedade e deter a violência e o extremismo. Junte-se a nós.

Junte-se à convocação global dos ativistas não-violentos para parar o lançamento de bombas barril e unir a Síria em torno de novos líderes.

Email address is required

Please enter a valid email address

ÓTIMO, VOCÊ JÁ FAZ PARTE DA CAMPANHA. AQUI ESTÁ O QUE VOCÊ PODE FAZER AGORA!

Compartilhe este apelo global no Facebook e no Twitter.

Verifique sua caixa de entrada, há um e-mail com informações importantes lá

POR QUE PLANETA SÍRIA?

Em primeiro lugar, porque somos tratados como se fossemos de outro planeta. Acreditamos que estamos pedindo pelos mesmos direitos que qualquer pessoa deveria ter, em qualquer parte do mundo. Nos solidarizamos com aqueles que lutam pelos direitos ao redor do mundo, no entanto, nossas exigências de liberdade e democracia são tratadas, por muitos, como se fossem completamente alienígenas e irreconhecíveis.

Em segundo lugar, porque o que começou como a nossa revolução pacífica foi transformada pelo regime de Assad em uma guerra mundial, envolvendo 87 países no confronto. E é agora um conflito por procuração entre atores regionais e internacionais que alimentam a luta de todos os lados.

E finalmente, porque para deter a violência e extremismo precisamos da verdadeira solidariedade global, na qual os ativistas progressistas ao redor do mundo ouçam o que seus colegas sírios estão dizendo e solidarizem-se conosco. Precisamos dessa solidariedade e ajuda para que nossas vozes e demandas alcancem os líderes que tomam decisão e aqueles que atualmente têm poder sobre nossas vidas.

O que queremos?

Atualmente, na Síria, há violações extremas de direitos humanos. Mais de 200.000 pessoas foram mortas, 10 milhões de pessoas (metade do país) foram forçadas a deixar suas casas, centenas de milhares de prisioneiros políticos foram detidos e mais de 200.000 estão vivendo sob cercos brutais sem acesso regular a alimentos, água ou medicamentos.

Queremos realizar campanhas para acabar com tudo isso, mas o que pedimos hoje é solidariedade global para ajudar-nos a conseguir duas coisas: (1) O fim do lançamento de bombas barril e de ataques aéreos pelo regime Assad, e (2) início das negociações entre todos os grupos sírios e seus apoiadores internacionais. (declaração completa abaixo).

1

PAREM AS BOMBAS

O extremismo nasce da injustiça - atualmente, o maior assassino de civis na Síria são as 'bombas barril'. Esses artefatos são frequentemente constituídos de barris velhos de petróleo, preenchidos de explosivos e sucata metálica, sendo lançados no ar por helicópteros e aviões do governo em áreas de hospitais, escolas e residências.

A um ano atrás, o Conselho de Segurança da ONU, por unanimidade, proibiu-as. Nada mudou desde então - cerca de 2.000 crianças foram mortas por bombardeios de bombas barril desde a assinatura da Resolução 2139 da ONU, em 22 de fevereiro de 2014.

Muitos de nós foram contra a intervenção militar estrangeira na Síria. Mas em setembro de 2014, a coalizão liderada pelos EUA começaram a bombardear o ISIS em nosso país. Isso permitiu o surgimento de uma profunda hipocrisia que permite que o regime Assad voe no mesmo espaço aéreo e mate civis. Muito mais do que os que são mortos pelo ISIS.

A comunidade internacional deve ser coerente em suas demandas e exigir o fim dos ataques aéreos e da utilização de bombas barril pelo regime ditatorial de Assad - mesmo que isso signifique a criação de uma "zona de exclusão aérea"

2

Negociações verdadeiras de paz

Não existem soluções militares para o conflito na Síria.

Precisamos de negociações de paz reais que incluiam todas as partes da Síria com o forte apoio da comunidade internacional.

Nem um lado pode unir a Síria. Isso exigirirá compromisso de todos os envolvidos e dos novos líderes para construir o futuro. Lentamente, com o apoio dos nossos verdadeiros aliados, esperamos nos reconectar com a tolerância e a coexistência que conhecemos a milênios e construir uma Síria ainda melhor do que antes.

O que você pode fazer?

Nós amamos a Síria e queremos falar sobre isso com você. Queremos construir pontes com pessoas de todo o mundo que sentem a nossa humanidade comum e querem defendê-la.

Precisamos de solidariedade global porque os governos ao redor do mundo estão falhando conosco e a única maneira de corrigir isso é que os cidadãos desses países falem bem alto. Esta solidariedade começa com pessoas como você.

Precisamos levar a nossa voz coletiva até os líderes mundiais que tem a capacidade de parar os bombardeios e iniciar as negociações de paz. No entanto, precisamos ser maiores e mais fortes, para que nos ouçam ainda mais.

Aqui está o que você pode fazer nesse momento:

  • 1. Assine a declaração em solidariedade, você será mantido atualizado sobre a campanha
  • 2. Fale com qualquer grupo ou organização que você faz parte e convenca-os a se juntar também.
  • 3. Convide todos que você conhece e ama a realizar os passos 1 a 2.

DECLARAÇÃO E APOIADORES SÍRIOS

Leia o nosso apelo para o mundo aqui
  • Ainmaa
  • Aleppo Revolutionary Union
  • Alnabaa Press
  • Amuda Youth Center
  • Arta for Communication and Solidarity
  • Ashti Center for Peace
  • Ashti Organization for Monitoring and Documentation
  • Aso Society for the Resistance of Violence Against Women in Syria
  • Association of Jaladat Baderkhan
  • Assyrian Youth Coordination Committees
  • Azaz Media Center
  • Azaz Youth Authority
  • Badael
  • Basmat Aml
  • Be Free
  • Bidayaat
  • Blossom Center
  • Build It Right
  • Center of Women in Qamishli
  • Chaouichka Association
  • Daa Basmatak
  • Damascus Centre for Human Rights Studies (DCHRS)
  • Dawlaty
  • Eridu Center for Civil Society and Democracy
  • Evren Kurdish Women Organization
  • Fatiri Shbab Association
  • For you
  • Free Kurdish Women's Organization
  • Free Lawyers of Aleppo
  • Free Revolutionary Women of Daraa
  • Ghiras Project
  • Helen Association for Children
  • Insan Foundation
  • Intellectuals to Build Syria
  • Kurdish Intellectuals' Association
  • Kurdish Organisation for Human Rights in Syria
  • Kurdish Women's Union
  • Kurdish Women's Union - Syria
  • Lat Group for Art
  • Local Coordination Committee - Atareb and surrounding areas
  • Local Coordination Committee - Sheikh Hdid
  • Magic Caravan
  • Mandela House
  • Mazaya Center for Women
  • Mercy Association
  • Movement for Peaceful Revolution
  • Nabni
  • Najda Now
  • Nawroz Centre
  • Observatory for Monitoring and Evaluating Syrian Development
  • Office legal documentation in Hama
  • Raqeeb Human Rights Committee
  • Ronak
  • Sawa Youth Organization
  • SCSHR (Syrian Centre for Studies and Human Rights)
  • Sharmoula Group
  • Shining Tomorrow Centre
  • Slav Center for Civil Activies
  • Soryana Al Amal
  • Sound and Picture
  • Sout Raya Radio
  • Spring Syrian Center for Development and Training and Qualification
  • Steer Association
  • Students and Youth Democratic Union of Kurdistan
  • Suryana
  • Syrian Civil Youth Organization
  • Syrian Network for Human Rights
  • Syrian Non-Violence Movement
  • Syrian Women for a Citizen's State Organization
  • Syrian Youth / COSV
  • Tel Abyad Forum for Civil Society
  • The Day After
  • Together for Amouda
  • Union of Free Syrian Sutdent
  • Violations Documentation Centre in Syria
  • Women Now for Development
  • Women's Democracy Network
  • Youth Forum Organization
  • Zelal Centre for Arts
  • Anonymised for security reasons

  • Anonymised for security reasons - Deir Ezzor

  • Anonymised for security reasons - Deir Ezzor

  • Anonymised for security reasons - Deir Ezzor

  • Anonymised for security reasons - Idleb

  • Anonymised for security reasons - Daraa

Solidariedade Internacional

Precisamos de solidariedade internacional. Se você é membro de um grupo ou organização (não-governamental e não-militar), e está preparado para juntar-se à nossa campanha, então, por favor registre-se antes do dia da ação conjunta, no dia 7 de abril.

  • Adopt a Revolution
  • Aid 2 Syria - Pakistan
  • ARCI Amari
  • Avaaz
  • Bridge of Peace Syria
  • CANDLES Holocaust and Education Center
  • Carl Wilkens Fellowship
  • Citizen Diplomats for Syria e.V
  • EF International Academy
  • Freie Deutsch-Syrische Gesellschaft
  • GAIA SCI Kosovo
  • Globally United
  • Hellas
  • Hivos - Humanist Organisation for Cooperation with Developing Countries
  • Human Rights & Democracy Media Center - SHAMS/Palestine
  • I Know My Rights - IKMR
  • IFGD
  • International Alert
  • International Trade Union Confederation (ITUC)
  • Irish Syria Solidarity Movement
  • Jesus Leprosy People Service Centre
  • Karam Foundation
  • Kennesaw State Student Union for Peace & Human Rights
  • Kudirat Initiative for Democracy (KIND)
  • MADRE
  • Merseyside Syria Solidarity Movement
  • Montreal Institute for Genocide and Human Rights Studies
  • Mosaic Inituitinve for Syria
  • Nigerian Women Trust Fund
  • North American Youth Section
  • Nyein/Shalom Foundation
  • Oxford for Syria
  • PATRIR
  • PAX
  • Pax Christi Britain
  • Pax Christi International
  • Potohar Mental Health Association (PMHA)
  • Rethink Rebuild Society
  • Stop Genocide Now
  • Students Organize for Syria
  • Synergy-Takamol
  • Syria Solidarity Movement UK
  • Syrian American Council
  • Syrian Christian For Peace
  • SyriaUntold
  • Syrien - was kann ich tun?
  • The Syria Campaign
  • Volunteers' Centre of Vojvodina SCI Serbia
  • Wake Up Genève

COMO ESTAMOS ORGANIZADOS

Em dezembro 2014, um grupo de ativistas sírios e não-sírios reuniu-se, consternados com a falta de esforços para pôr termo ao massacre. Inicialmente, realizamos uma pesquisa face-a-face com 277 importantes ativistas não-violentos de toda a Síria com vistas a enraizar nossa campanha em suas demandas. Depois, elaboramos uma declaração baseadas nos resultados da pesquisa e nos voltamos para os grupos sírios perguntando-lhes se estariam dispostos a adicionar seus nomes para à chamada. Não temos a pretensão de representar todos os sírios ou mesmo todos os ativistas não-violentos - fazer isso seria ridículo. No entanto, o que temos tentado é seguir um processo com maior legitimidade do que um posicionamento político sonhado de longe por um comitê de peritos, uma ONG ou um jornalista de opinião. Todos nós fomos desafiados por este processo, mas continuamos convencidos de que a solidariedade genuína requer que ouçamos todos aqueles, que como nós, vivem essa realidade na terra. Esperamos que você também acredite nisso.